Quais as diferenças entre O PS Vita e o PSP



   O PS Vita é o atual console portátil da Sony. No visual, ele é até parecido com o PSP, modelo mais antigo também fabricado pela companhia. As diferenças no entanto, são muitas, e precisam ser levadas em conta na hora de decidir qual o melhor aparelho para você.


   O PSP usa discos UMD, formato proprietário da Sony. Já o Playstation Vita usa um cartão próprio, muito parecido com o Memory Stick e outros cartões de memória comuns. As vantagens são o tamanho menor, peso mais leve e maior velocidade de leitura. Para completar, ele não faz barulho ao ser utilizado no portátil, como acontece com os discos no PSP. A capacidade de armazenamento neste novo cartão também é muito maior, possibilitando o desenvolvimento de jogos maiores e mais complexos.
Por isso, o Playstation Vita só pode rodar jogos do PSP vendidos por download na PSN. Apesar disso, há muitos títulos lançados para o portátil predecessor que não ganharam uma cópia digital, tendo sido lançados apenas no formato UMD. Logo, não podem ser jogados no Vita, que também é incompatível com os antigos jogos PSOne Classics oferecidos na PSN (diferentemente do PSP) embora a Sony planeje implementar isso no futuro.
  
   O videogame Vita, porém, tem sua própria linha de jogos exclusivos, que aproveitam de sua superioridade técnica. Todos eles contam com suporte a conquistas, chamadas aqui de troféus, como acontece no Playstation 3. O problema é que muitos games exigem o uso de um cartão de memória adicional para salvar e funcionar corretamente, acarretando um custo a mais. Você, de qualquer modo, precisará de um se quiser baixar jogos e conteúdos adicionais na PSN.
A Sony também está incentivando o desenvolvimento de aplicativos, não necessariamente jogos, para o seu novo produto. Já existem aplicativos de serviços como Facebook, Twitter, Skype e Netflix, entre outros. Nenhum deles funciona no PSP.





    O Playstation Vita é atualmente um dos dispositivos eletrônicos portáteis mais robustos quando o assunto é hardware. O videogame portátil possui dois processadores de quatro núcleos, além de 512 MB RAM, sendo capaz de suportar games com qualidade técnica muito próxima ao Playstation 3. De fato, graças à tela menor, é possível até crer que você está jogando um game do console mais poderoso. O PSP, por sua vez, possui atributos mais semelhantes ao Playstation 2. Um patamar impressionante quando lançado em 2005, mas hoje já se encontra um tanto defasado.

   Uma importante mudança no Vita é a inclusão de dois direcionais analógicos. O PSP só possuía um, ainda assim sem a qualidade vista no portátil sucessor, que traz alavancas maiores e mais confortáveis de usar. Muitos jogos modernos exigem o uso desses direcionais, e falta deles sempre foi uma crítica muito apontada ao PSP.

   O PSP possui uma tela de 4,3 polegadas (3,8" no modelo PSP GO), com 480 x 272 pixels de resolução. O Vita, por sua vez, exibe seus jogos em 5 polegadas, com o dobro de pixels: 960 x 544. Sua tela possui iluminação OLED, superior ao LCD comum do PSP, e ainda é sensível ao toque, uma característica que parece se inspirar no mercado de smartphones.
  
  O PS Vita também vem acompanhado de um atributo exclusivo: um touchpad de 5 polegadas, situado no verso do vídeogame portátil. Essa tecnologia proporciona uma nova forma de interagir com os jogos, com o uso toques não só na tela da frente do videogame portátil, mas também no touchpad traseiro.
Recursos Audiovisuais
Aqui, o Vita leva muita vantagem. O PSP não possui câmeras, já o Vita traz duas delas, uma traseira e outra dianteira, com 0,3 megapixel cada. Com o acesso à internet, é possível, por exemplo, fazer videochamadas via Skype.